Páginas

domingo, 29 de abril de 2012

O tu sou eu...

Na tua vida vais tentar ser tanta coisa. Vais-te enganar, confundir, pedir tantas vezes perdão. Vais acordar e ser feliz, ou então ficarás a dormir numa profunda escuridão. Vais sonhar imenso e vais conseguir concretizar algumas coisas. As outras, serão objectivos, quem sabe, a alcançar. Vais tentar ser o melhor e optar por aquilo que mais te faz feliz e, mesmo que nem sempre estejas certo, é graças a essas experiências, às vezes boas, às vezes não, que vais crescer e tornar-te naquilo que amanhã serás.
Não podes ter medo de sofrer, de ser preso. Porque se não arriscares, não fores livre, nunca conseguirás perceber o porquê de tudo aquilo que vês. Se não acreditares em ti, no teu potencial, nunca ninguém vai acreditar. E sabes, os teus pontos fracos, não são transparentes. Quem te quer mal, sabe onde te tocar. E tu, somente tu, podes fazer ver aos outros que não tens nada com que te preocupar. Por isso, tens que estar com a cabeça erguida, e sem medos. Porque mesmo que mudes, que tudo se altere, que as tuas músicas preferidas deixem de tocar, os teus lugares de sempre, desapareçam e os teus amigos vão viver para o outro lado do mundo, tu continuas forte e preparada para que tudo seja derrubado. A tua força, aquilo que tens dentro de ti, que se vai modificar, crescer, engordar ou simplesmente... não continuar igual, isso, que tanto guardas, e tentas esconder de todos, faz de ti aquilo que tantos invejam e gostavam de ser. Alguém que é tudo, mesmo não tendo nada. E ter o dom de conseguir ser feliz sem ter tudo, é algo tão incomum, que tu, ou eu, não sei bem, podemos sentirmo-nos felizes. Porque apesar de tudo, apesar de continuarmos a ver fantasmas em qualquer lugar, apesar de continuarmos a ter medo de toda gente, apesar de querermos ir embora, para aqueles que nos vêm, somos só mais uma pessoa forte, que não tem medo de nada e de ninguém.
Enganas toda gente com o teu sorriso confiante e a tua voz que tanto se faz ouvir no meio das outras e és, provavelmente, inspiração para quem sabe do que realmente se passa. Consegues sempre sorrir, mesmo quando tinhas mil e um motivos para chorar. Tu sabes, nós sabemos, como é difícil manter esta máscara. Como é difícil não podermos ser nós próprios e o nosso único impedimento ser, exclusivamente, nós próprios.
Na tua vida vais tentar ser tanta coisa... E eu também.

7 comentários:

  1. Está simplesmente fantástico! E diz exactamente aquilo que preciso ouvir. Obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Está muito lindo o texto, motiva tanta gente por aí perdida*

    ResponderEliminar
  3. seguirei sempre todos os meus (per)seguidores, se não fossem vocês eu nem estaria aqui.

    ResponderEliminar
  4. Perfeito... o que é escrito com alma e coração toca a todos...e tu consegues faze-lo na perfeição...follow your dream*

    ResponderEliminar