Páginas

domingo, 20 de novembro de 2011

20-11-2011

Hoje não consigo escrever. Não me perguntem porquê, não o sei.
A única coisa que sei é que hoje o meu cérebro é algo completamente silencioso e vazio, assustador. Porque normalmente penso em mil e uma coisas ao mesmo tempo, e a minha consciência grita e fala alto, e fica calada e volta a gritar. Normalmente estou toda atarefada e sinto-me cansada, mesmo quando a única coisa que fiz durante o dia foi ver televisão. Talvez por hoje ser domingo, não sei.
Podia voltar a escrever sobre ele, sobre mim, ou sobre alguém. Mas seria forçado, e todos se aperceberiam.
Não quero isso.
"Sê todo quanto és, no mínimo que fazes" Fernando Pessoa

1 comentário: