Páginas

sexta-feira, 22 de julho de 2011

O teu nome elevo com maíusculas

Procuro a perfeição. Procuro o inesperadamente bom, o curiosamente fantástico. O inédito, o incrédulo, o novo. Quero encontrar a esperança, a força divina, a superioridade, o alcance impossível. Quero encontrar-te a ti, Meu Deus, a ti, Meu Senhor, a ti, Meu Salvador. Quero comtemplar-te com os meus olhos pecadores e tocar-te na tua pele, naquela que Tu sacrificaste por mim, por nós, por eles. Por aqueles que a Ti rezam e por aqueles que Te gozam também. Por mim que me esqueço de Ti e por mim que creio em Ti. Por nós que Te louvamos e por nós que nos lembramos de Ti quando algo corre mal.
És um anjo que paira no céu, és uma força que caie na Humanidade, és uma estrela que guia o caminho de todos os perdidos. És Tu que amas e Tu que perdoas, és Tu que abençoas mas que também és Tu que tiras a bênção. És Tu que elevas os corpos óbitos ao paraíso e que trazes a vida à terra. És o rei do Mundo, o rei do ciclo da vida. São os teus que comandam a chuva e o sol, e o teu poder faz com que todos nos curvemos à tua sabedoria.

És a fonte da esperança incansável, e a água da eterna vida. És o Senhor, e eu guio-me por ti, não porque estou perdida, mas sim porque és a luz que me traz a vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário