Páginas

sexta-feira, 7 de março de 2014

"Amar-te como quem ama..."

Amar-te. Amar-te todos os dias. E amar-te todos os dias um bocadinho mais. Amar-te ao abrir os olhos, amar-te ao adormecer. Amar-te quando estás presente, amar quando te ausentas. Amar-te em público e amar-te em privado. Numa multidão ou na solidão do quarto. Amar-te como és, como és fantástico e diferente. Amar-te quando queres e não deixar de te amar quando não me queres. Amar-te com todos os teus defeitos, amá-los a cada um deles e compreendê-los. Superar os teus medos e os meus, e amar cada pequeno passo que damos em prol desta superação. Amar-te de dia e de noite, quer faça chuva ou sol. Amar-te quando estás triste. Amar-te quando julgas que mais ninguém te ama, quando vês o mundo como um papão que te quer mal. Mostrar-te que estás errado, aconselhar-te. Dar-te tudo o que tenho, mostrar-te tudo o que sei. Desejar para ti aquilo que para mim ambiciono, e ajudar-te. Ajudar-te a seres tudo aquilo que perspetivas, amar-te nessa luta que é a vida. Amar-te...



Amar-te quando as coisas correm mal, amar-te quando tudo parece cair sobre nós. Amar-te de uma forma protetora, de uma forma maternal. Amar-te como quem ama um irmão, um pai. Amar-te assim... Querer que estejas comigo hoje, amanhã e para sempre. Para um sempre que não acaba, para um sempre que não arreda pé a nenhuma dificuldade, que não se importa de te amar à distância, que não é orgulhoso, que não te maltrata. Amar-te como quem ama um pequeno pássaro. Deixar-te voar. Acreditar que, depois de tudo o que passámos, mesmo que vás embora, voltarás. Amar-te como quem ama as ondas do mar. Querer ter-te em mim, comigo, mas não te agarrar. Deixar que venhas e vás, que sejas livre e ao mesmo tempo que estejas preso a mim... Preso por atitudes, preso por amor. Que saibas que te amo mais que tudo num mundo onde há tanto para amar e tão poucas pessoas que amam. Num mundo onde sempre haverá um lugar para ti, para nós. Amar-te como amo o pôr-do-sol. Esperar que apareças e, quando te posso ver, sorrir como quem vê algo singular, algo único. Como tu.
Amar-te na plenitude. Amar-te pela plenitude. Nada de nós excluir, nada de nós guardar. Ser dois, num. Amar-te como quem sonha. E quando acordo, amar-te ainda mais.




2 comentários:

  1. gosto muito! o amor! o amor, como eu adoro o amor:p

    ResponderEliminar
  2. lindíssimo! acho que também vou começar a escrever! despertaste-me a atenção <3

    ResponderEliminar