Páginas

domingo, 21 de outubro de 2012

Toda eu

Às vezes interrogo-me sobre aquilo que está e foge ao meu alcance. Quero saber, quero tentar descobrir, mas não me questiono o porquê de tanta curiosidade infundada. É como se tivesse algo dentro de mim que nunca descansa, uma vontade, um desejo inconcebível, um monte de borboletas que voa à procura de algo que nem eu própria sei o que é. Nunca me sinto completamente feliz, ou completamente realizada, mesmo que tenha "tudo", parece que aquilo que me faz falta é maior e mais significativo. Passo dias em busca de alguma coisa, ou de alguém, que, de um momento para o outro, segundo o meu subconsciente, chegará e devolver-me-á uma felicidade sem igual que nunca cheguei a sentir. Sinto-me como que uma perdida num Mundo onde tudo é organizado e sinalizado, onde, por mais incrível que me pareça, seria impossível perder-me... Por mais que exista toda a sinalização, os mapas, e pessoas a quem perguntar onde estou, a minha sensação de estar perdida, ou a mais, percorre-me o pensamento vezes sem conta. Não é uma sensação de estar perdida fisicamente, mas sim espiritualmente. Não sei porque estou aqui, ou sequer porque faço coisas das quais me arrependo instantaneamente  É como o meu corpo estivesse separado da minha alma e só se unissem na tristeza. Quando estou feliz desperto em mim uma pessoa que não sou: dou nas vistas, sou excêntrica, mostro-me divertida e com uma vontade enorme de conhecer pessoas novas, de voar para os sítios mais exóticos e cometer as maiores loucuras. Mostro uma pessoa que não tem medos, que é segura de si, que adora ser o centro das atenções... e que não sou eu. Esse é só o meu corpo. E, tal como eu disse no início, interrogo-me sobre tudo, mesmo sobre o que não está ao meu alcance. Cientificamente, é impossível separar-me da minha alma, mas a verdade é que muitas vezes me sinto vazia, daí a vontade de me "encontrar". Gostava de ser mais simples, de conseguir simplesmente demonstrar o que sou, sem pôr à minha frente e por cima de mim uma máscara mal feita, de uma pessoa que provavelmente nem admiro. Quando tenho a maior vontade do Mundo de chorar, mostro o meu maior sorriso. Quando estou mais envergonhada, falo mais alto. Quando não me sinto muito bonita, pavoneio-me mais em frente a toda gente. O meu corpo e aquilo que sou contradizem-se num jogo de mentiras e teatros, onde eu não pareço conseguir mandar em mim própria e onde faço de tudo para desaparecer...


6 comentários:

  1. Olá, hoje presenciei uma palestra tua, e fiquei apaixonado pela forma como tu com apenas 15 anos, tens uma visão tão sonhadora e ao mesmo tempo real da vida. O teu sonho vai-se realizar, porque tu estás na luta, estás para vencer, e quando assim é, não existe chance de não conseguir ser bom no que se faz. O pai Rui Gama só pode estar orgulhoso :P ;) identifiquei-me imenso, daí te escrever esta mensagem ;) a melhor sorte para o teu futuro ;) Beijo*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olá! és muito simpático/a! obrigada!! é muito bom sentir que aquilo que gostamos de fazer e no qual dedicamos grande parte do nosso tempo é reconhecido pelos outros! terei muito orgulho e sentirei uma enorme honra se me voltar a cruzar contigo, quiçá, na minha sessão de lançamento do livro, para 2 beijinhos e um autógrafo! espero que tenhas um futuro recheado de pessoas boas e momentos incríveis como o que passei hoje convosco na biblioteca do instituto. um beijinho enorme para ti e continua a ler!

      Eliminar
  2. Adorei hoje a tua apresentação.Tens um expressividade e uma oralidade muito boa.És fenomenal no que fazes e espero que tenhas um excelente futuro. Adorei conhecer-te e a tua obra. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olá!! muito obrigada! é gratificante receber comentários destes! tenho a certeza que também és fantástico/a no que fazes! desejo-te um futuro cheio de alegrias e surpresas fantásticas juntos daqueles que mais amas! fica atento/a para saberes onde e quando será a sessão de lançamento do meu livro... e aparece!! um beijinho

      Eliminar
  3. olá, continua a lutar tens um bom futuro pela frente, nunca desistas dos teus sonhos porque eu também nunca vou desistir dos meus, ás vezes sinto-me revoltada com a vida, porque a minha situação não é nada fácil, mas aprendi muita coisa hoje na tua palestra, as coisas nem sempre correm bem mas temos de dar a volta por cima <3, e encontrar outro caminho <3 reencontrar o nosso caminho!

    ResponderEliminar