Páginas

terça-feira, 10 de julho de 2012

10-07-2012

Sempre que penso no quanto já podia ter sido feliz se nunca me tivesse desviado do meu caminho, as minhas lágrimas humedecem o meu rosto em segundos e em pouco mais tempo os meus soluços ecoam nos meus ouvidos. Posso agarrar-me a uma almofada, chorar até ficar sem respiração, posso partir tudo à minha volta... Mas nada faz, nem nunca fará, o tempo recuar. Não vou poder mudar o passado, alterar datas ou criar outro fim para algumas coisas e, por isso, este pensamento entristece-me ainda mais. A sensação de incapacidade, a mágoa de um beco sem saída, a insegurança que esse tal antigamente assombre o presente, tudo isso me faz ficar assim. Os meus lábios secos, completamente gretados, como se da minha boca não saísse uma palavra à imenso tempo, vão perdendo a cor e o melhor dos batons não lhes trará vida. Os meus olhos, vermelhos e carregados, parecem agora já não viver neste Mundo, continuando fixos num ponto distante, imaginando coisas que nem eu própria sei, parecem ter saído da minha cara, deixando-me agora cega. E o resto do meu corpo, continua imóvel, petrificado, como se tivesse desistido de tudo: não oiço o bater do meu coração ou o gelar dos meus dedos caso esteja frio, não sinto nada e a única dor parece continuar a ser psicológica. Não há marcas, aranhões ou nódoas negras. São só memórias de um passado que já não avisto, de um antigamente que já não tocarei e de uma vida que já não é a minha.



8 comentários:

  1. eu gostei deste texto, mas está tudo bem ;$?

    ResponderEliminar
  2. Muito bem escrito! Revelador de uma grande experiência de vida e de muita maturidade! Tenho algo para te dizer: somos nós que fazemos o nosso destino. Somos nós que traçamos o nosso caminho como se tivéssemos um lápis de carvão nas nossas mãos! És linda por fora e, muito mais importante, por dentro! Um beijo do tamanho do teu coração! ENORME!

    ResponderEliminar
  3. oh, muito obrigada! tu é que escreves realmente bem, adorei *

    ResponderEliminar
  4. Obrigado, sigo de volta.
    adoro muito o teu *.*

    ResponderEliminar
  5. risco um quando todos os juris escolheram o pior na categoria (:

    ResponderEliminar
  6. Acho que estamos quase a sentir a mesma coisa, espero que esteja tudo bem contigo! ;s
    Gosto muito do teu blog e sigo ;)*

    ResponderEliminar