Páginas

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Dança

Bem, hoje lembrei-me de como adorava dançar. De como passava horas em frente ao espelho, a ouvir a mesma música, só para fazer uma coreografia perfeita. De como adorava ir para as aulas de ballet, com aquela roupa toda bonita, e as sabrinas sempre impecávelmente limpas.
E como eu me sentia nervosa antes de subir para um palco, era tão estranho... As borbuletas faziam cocegas na barriga e que vontade tinha eu de entrar lá e dançar eternamente.
Sentia-me tão livre e tão feliz! Dançar liberta-nos a alma, expressa o que sentimos. É fantástico, maravilhoso direi. É o erguer da nossa aura, é o libertar de todas as nossas emoções.
É tudo e mais alguma coisa, é o que queremos e o que precisamos. É único (...)

E por isso hoje vou dançar. Vou-me pôr em frente ao espelho e relembrar todos os passos que durante sete anos aprendi no StudioK. E vai ser sensacional!

3 comentários: