Páginas

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Amor perfeito

Tenho tantas saudades tuas. O que te custava voltares, um segundo que fosse, para junto de mim? Dar-me um beijo, tocar-me na pele. Elogiar os meus olhos, fazer-me cocigas na barriga. O que te custava pedires daquela forma envergonhada que eu sempre adorei, para te dar a mão? Depois íamos ver as estrelas, ao som de uma música que só me fizesse pensar em ti.
Tenho tantas saudades tuas. Saudades da tua pele, dos teus olhos, da tua boca, dos teus traços, da forma como me fazias rir, da forma como me mostravas que o Mundo era um lugar lindo. Tenho tantas saudades tuas... Porque não voltas? Que mal te fiz? Amar-te demasiado é um erro?
Tenho tantas saudades tuas... De quando me fazias sentir uma princesa, de quando me tratavas como uma pequena boneca de porcelana. Saudades de quando devagar me tiravas os cabelos da testa e a beijavas dizendo "para sempre". Saudades de quando sabia que se o meu tecto desaba-se, tinha o teu para me abrigar.
Tenho tantas saudades tuas... Onde estás tu agora? Estás perdido? O meu coração procura o teu a toda hora. Por isso deixa o teu sair do teu peito e ajuda-me a voltar a formar o amor perfeito.

Sem comentários:

Enviar um comentário