Páginas

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Ele e Ela

Ele: Olá.

Ela: Quem és?

Ele: Amo-te desde o primeiro dia que te vi.

Ela: Quem és?

Ele: És lindíssima e apesar de não saberes quem sou, sei que me vais amar da mesma forma que te amo a ti.

Ela: Quem és? Não te conheço.

Ele: Não vai ser por saberes o meu nome que me ficas a conhecer. Por isso ouve-me: eu amo-te e quero ser feliz contigo, eu quero largar tudo e fugir contigo para um sítio qualquer onde possa ver reflectido o nosso amor em qualquer coisa que façamos juntos. Queres fugir comigo?

Ela: Não te conheço e não sei quem és. Não fujo contigo porque não sei o que é amar ao simples olhar e nem sei se o que me dizes é verdade. Compreendes?

Ele: Não. Mas tu é que sabes. Tudo o que não arriscas na vida fica-te na memória como aquilo que podias ter feito e não fizeste. Não esperarei por ti porque sei que não queres ser esperada, mas não te vou deixar de amar só porque renegas o meu amor.

Ela: Quando te volto a ver?

Ele: Sempre que tiveres dúvidas sobre o que fazer, sempre que quiseres chorar, sempre que quiseres desabafar, rir ou simplesmente… ver-me. Basta fechares os olhos e adormeceres num sono profundo.

Sem comentários:

Enviar um comentário