Páginas

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

1 # Carta para a tua melhor-amiga

Minha querida melhor amiga,

Como sabes, não existes. Porque eu tenho muitas amigas, daquelas mesmo do coração, que sei que posso contar com elas para tudo. Tenho aquelas boas amigas, que me ajudam e protegem de tudo, aquelas ditas de verdade, sabes? Elas fazem tudo por mim e eu por elas. Com umas estou mais vezes, com outras menos, mas nunca existe distância entre nós.
São todas muito diferentes e especiais, cada uma com o seu feitio e a sua forma de ser. Algumas já vêm dos meus tempos mais remotos, outras apareceram recentemente. Mas todas são como irmãs para mim e trato-as como tal. Sim, é óbvio que às vezes discutimos, que nem sempre estamos de acordo, que nem todos os momentos são pura diversão... E então?
São as minhas melhores amigas e fazem-me feliz. A presença de cada uma delas na minha vida traz-me uma estabilidade e um conforto inexplicável, que não trocava por nada!
Só tenho que lhes agradecer e corresponder a bondade de cada uma delas, com o melhor de mim... mesmo sabendo que elas não querem nada em troca. A amizade é isto mesmo, é um pouco de tudo, é feita de pequenos gestos, de conversas rápidas e demoradas, de risos, de choros, de cúmplicidade e ao mesmo tempo afastamento. E aquilo que as faz serem as melhores, é dos segredos mais fantásticos que sei guardar... Só vos posso dizer:
Parabéns por serem assim, adoro-vos!
Francisca *

Sem comentários:

Enviar um comentário