Páginas

sábado, 10 de dezembro de 2011

Um pouco mais de eu

Quando era pequenina sempre quis ser mil e uma coisas. Quis ser tudo mesmo, e agora quando penso nisso acho piada, porque quis ser coisas que neste momento era incapaz de concretizar. Quis por exemplo ser veterinária, e na realidade, tenho medo de quase todos os animais! Ah, e recordo-me perfeitamente de dizer que queria também ser nadadora olímpica… Não sabendo nadar, é um pouco difícil, mas bem, daí a chamarem-se sonhos de criança!
Nessa altura, era uma criança tão querida e inocente. Passava a vida a rir-me, a dançar e a cantar e sempre que chorava, era porque queria algo que não tinha. Sempre fui mimada! E sempre adorei cantar, tal como agora. Andei nove anos na dança, e modéstia à parte, dançava muito bem. Cheguei a ir a uma competição internacional com o meu grupo de dança de jazz e ficámos em segundo lugar, com pelo menos, cinquenta grupos de dança atrás de nós! Só que depois desisti da dança para ir para o andebol, na esperança de dar um pouco mais de agitação à minha vida. E correu bem até, estive na selecção um ano inteiro, jogava o jogo todo, conheci pessoas incríveis e divertia-me sempre imenso! Não tenho razões de queixa da minha infância!

Lembro-me que um dos momentos mais marcantes da minha infância foi quando conheci o Eusébio: o meu pai todas as noites me contava a história, que ele jogava futebol com uma bola feita de meias, e depois foi descoberto por umas pessoas do Benfica, abandonou a família e foi viver para Lisboa… Então, numa noite em que fui a Leiria com os meus pais, tinha eu provavelmente seis anos, vi-o. E fiquei completamente eufórica! O meu pai foi à mesa onde ele estava sentado comigo e ele disse que não era o Eusébio, só para não dar um autógrafo e eu… mandei-lhe um pirite.

Depois, quando tinha oito anos, por exemplo, recordo-me que era sempre eu que fazia a coreografia para a Festa de Natal de todos os anos (do primeiro ao quarto), para apresentar aos pais. Eu achava-me super importante e gira, os garotos gostavam todos de mim e eu só queria saber do meu pequeno Mundo. Que sempre vivi à parte.





3 comentários:

  1. obrigado por seguires o meu blog.
    Gostei imenso do teu. :) Seguirei.

    ResponderEliminar
  2. gostei imenso do teu blog*
    sigo-te (:
    visita também o meu. obrigado!

    ResponderEliminar
  3. Quero pedir-te um favor, será que dá para aumentares o tamanho da letra deste post... a pitosga aqui não consegue ler :) beijinhos

    ResponderEliminar